voltar há 1 semana atrás | 78 leituras

Investidores apostam 23 milhões de dólares na portuguesa Unbabel

Fonte: Público

A portuguesa Unbabel – uma plataforma de tradução automática que recorre a pessoas para verificar o conteúdo traduzido – conseguiu 23 milhões de dólares numa ronda de financiamento com a Microsoft Ventures, Samsung Next e Caixa Capital, entre outros.

Fundada em 2013, a startup portuguesa alia a inteligência artificial ao conceito de microtrabalho para evitar traduções mal feitas por máquinas incapazes de perceber contextos ou referências culturais, e oferecer uma solução mais rápida do que contratar um tradutor profissional. Mais de 50 mil utilizadores globais registados na plataforma relêm trechos de textos traduzidos na sua língua nativa, e são remunerados (entre oito a 18 dólares por hora) pelo tempo dispendido. Depois de o texto passar por um Unbabler (nome dado aos correctores humanos do sistema), passa a integrar a base de dados para que as máquinas possam aprender com a revisão. 

A BuzzFeed, a Oculus VR, a Easy Jet, e a SoundCloud são algumas das empresas internacionais a utilizar o serviço da Unbabel. Porém, a startup nem sempre se dirigiu às marcas. “Começámos esta empresa com a ambição de alcançar os 70% de utilizadores da Internet que não falam inglês, nem mesmo como segunda língua”, disse Vasco Pedro, presidente da Unbabel, em comunicado. No entanto, cresceu a procura das marcas globais por uma solução que lhes permita aproximar-se dos seus clientes em qualquer língua.

O investimento foi feito numa ronda de série B, uma etapa em que uma startup que já está a operar procura mais dinheiro para se expandir, fazer frente a competidores na área, e ocupar uma porção relevante do mercado.

O director da Samsung NEXT, uma das empresas que investiu na Unbabel, explica que a empresa foi atraída pela capacidade da startup para derrubar barreiras geográficas a um preço reduzido. “A Unbabel, com a sua capacidade de baixar cada vez mais o preço por palavra, possibilita uma comunicação sem fronteiras, de maneira profissional, escalável e acessível”, diz Nick Nigam, da Samsung. 

A Unbabel diz que o investimento será usado para continuar a  expansão internacional e desenvolvimento de produto.

DESEJA APAGAR ESTE POST? SIM NÃO