Review Nintendo Switch

voltar

Qui, 16/03/2017 - 15:23

Finalmente o futuro é presente

A Nintendo Switch já chegou! Considerada uma das melhores experiências de gaming a nível de soluções e portabilidade, a Switch dá agora uma nova vida não só à marca nipónica, mas a todos aqueles que ansiavam por ver extintas as barreiras entre as consolas portáteis e fixas. Após a preview feita no passado mês de fevereiro, a Magazine apresenta agora a sua review desta consola que transborda potencial e diversão.


Icónica e emblemática

A Nintendo Switch representa o nascer de um ícone no mundo do gaming. Este facto reflete-se também no seu característico e intuitivo design modular, particularmente emblemático quando acompanhado das cores azul e vermelho néon. Mas, sem os Joy-Con conectados, a Switch é bastante semelhante a um tablet normal.

Apesar de ter sido desenhada e concebida para ser portátil, é maior e mais pesada do que a Playstation Vita ou a Nintendo DS, mas mais pequena do que um tablet.

 

Destaca-se pelo característico e intuitivo design modular e o emblemático jogo de cores néon

Tendo em conta que a portabilidade é um fator chave no conceito apresentado pela Nintendo, as suas dimensões podem ser um problema se não quiser transportar a Switch numa mochila ou na bolsa apropriada para o efeito. Esta consola não cabe facilmente em bolsos com os Joy-Con conectados e, caso opte por guardá-la num bolso e aos comandos noutro, vai acabar por enchê-los totalmente.

O suporte traseiro que protege, também, a entrada para o cartão de memória é, sem dúvida, útil na hora de pousar a consola numa superfície lisa. Contudo, apesar de estabilizar a consola numa posição inclinada, não é totalmente seguro, pois um ligeiro toque na ponta oposta àquela em que o suporte se encontra é suficiente para fazê-la cair.

 

Joy-Con: A origem da diversidade

Os Joy-Con representam a entrada numa nova era a nível de comandos.

Uma vez que é possível utilizá-los de diversas formas, é importante reter a ideia de que, em cada uma delas, também as sensações transmitidas são distintas.

É possível utilizar os Joy-Con conectados diretamente à própria Switch, incorporados no suporte próprio (Joy-Con Grip) ou em separado, utilizando ambos ou apenas um.

Ao utilizar os Joy-Con conectados nas extremidades laterais da Switch, a jogabilidade é semelhante à proporcionada pela maioria das consolas portáteis. Nesta forma portátil mais habitual, a Switch mostra-se bem desenhada para jogar qualquer título de forma confortável, onde a performance é privilegiada com maior precisão.

O Joy-Con Grip representa a forma de jogo mais tradicional, assemelhando-se bastante à sensação proporcionada pelos comandos da Playstation ou Xbox. O fator negativo mais relevante deste suporte, que vem incluído na compra da consola, é não recarregar os Joy-Con. A versão deste suporte que permite o recarregamento dos controlos tem de ser adquirida separadamente.

Ao jogar apenas com um destes leves comandos, a experiência poderá ser algo desconfortável, pelo menos no começo. Sendo que, pelas suas pequenas dimensões e ao utilizá-lo com ambas as mãos em simultâneo, é possível que sinta algum desconforto nas mãos após algum tempo. Ainda assim, aparenta ser apenas uma questão de hábito.

Os Joy-Cons oferecem várias modalidades de utilização: modo fixo, portátil e multiplayer e cada uma delas transmite diferentes sensações de jogo.

Uma das particularidades dos Joy-Con é que as suas teclas apresentam uma disposição diferente em cada versão do comando, o que torna a experiência de jogo distinta consoante a versão utilizada.

A nível de jogabilidade, é ao utilizar os dois Joy-Con em separado e de forma simultânea que o potencial da Switch é explorado ao máximo e a diversão é levada ao limite, sendo, porventura, a forma mais interessante e desafiante de utilizar os comandos da consola. 

Diversificação é diversão

À semelhança da variedade de utilização dos Joy-Con, também nas possibilidades de “montar” a consola as opções são várias.

A mais prática – e comum – é utilizá-la com uma configuração semelhante à da maioria das consolas portáteis. Colocar os comandos nas laterais do ecrã é a melhor maneira de usufruir da Switch sem a ter pousada com recurso ao seu suporte traseiro ou ligada à televisão. Esta forma não só permite um transporte fácil, como a posição das mãos, em relação à consola, é bastante confortável e ergonómica, tornando-se ideal para minimizar erros derivados da jogabilidade.

A Nintendo Switch traz incluída uma doca que permite, não só, conectar outros dispositivos via USB e recarregar a consola, como ligá-la a uma televisão via HDMI e usufruir da experiência de jogo a uma escala superior.

Esta doca é um dos principais pontos fortes na diversidade apresentada pela Switch, isto porque torna possível alternar entre o modo portátil e o fixo sem interromper o jogo, bastando encaixar ou desencaixar a consola.

No modo portátil a Switch é confortável e ergonómica, proporcionando a melhor experiência de jogabilidade.

Outra das principais características desta doca, que acompanha a consola, é o facto de poder ser utilizada por diversas Nintendo Switch sem ser necessária qualquer configuração prévia. Esta funcionalidade revela-se bastante útil, por exemplo, em deslocações a casa de amigos ou familiares para jogar.

No modo de jogo tabletop é necessário recorrer a uma superfície lisa, para pousar a consola sem os Joy-Con acoplados. Aqui, a experiência de jogo é extremamente divertida, particularmente quando partilhada com um amigo ou quando se utiliza o modo multiplayer local, uma das maiores virtudes e imagens de marca da Nintendo.  Neste modo de jogo é apenas preciso  ter em conta a fragilidade que o suporte traseiro confere à consola, uma vez que só se encontra presente em um dos lados da mesma.

Fluidez e Simplicidade

Intuitivo, descomplicado e fácil de utilizar. São estas as palavras que melhor caracterizam o sistema operativo da Switch.

Esta consola marca uma clara melhoria a nível de software face às versões que integravam os anteriores dispositivos da marca japonesa, que nem sempre se destacaram pela facilidade de utilização ou velocidade.

O sistema operativo desta Nintendo é, muito provavelmente, o mais rápido do mercado que, com uma interface bastante user friendly e personalizável, torna a experiência de navegação nos menus da consola muito menos penosa e aborrecida.

A Switch é uma consola completamente transversal, no que diz respeito à idade.

A atenção na utilização por parte dos mais novos é notória e vai muito além da simplicidade na jogabilidade e menus. É possível, por exemplo, programar a consola para ser utilizada apenas durante um determinado número de horas diário, ficando automaticamente suspensa quando o limite de tempo é atingido.

 

O sistema operativo da Nintendo Switch é rápido, user frendly e extremamente personalizável.

 

É, de igual forma, possível restringir determinados conteúdos a nível etário. Estas e outras configurações podem ser visualizadas e alteradas remotamente, através da aplicação da consola, disponível para tablets e smartphones (Android e iOS).

A maior lacuna a nível de software prende-se com a inexistência de um browser e aplicações como o Youtube ou Netflix, já habituais em quase todas as consolas disponíveis no mercado.

É, ainda, possível aceder à loja online da Nintendo que segue a tendência minimalista presente nos menus da consola, o que possibilita uma navegação rápida, onde facilmente se encontram os títulos pretendidos.

 

Este modelo de consola permite o acesso à loja online onde pode encontrar conteúdos exclusivos da marca

 

Por enquanto, a Nintendo eShop ainda se mostra algo vazia em conteúdo, porém, será apenas uma questão de tempo até ver as suas “prateleiras” repletas de grandes nomes e aventuras ainda maiores.

 

Armazenamento e autonomia

A Nintendo optou por apostar em apenas 32GB de armazenamento interno, mas tendo em conta que a memória é expansível via cartão MicroSD e que os diversos títulos possíveis de jogar na Switch não necessitam de instalação - exceto os adquiridos online - a capacidade de memória da consola acaba por dar uma boa resposta mesmo às necessidades dos gamers mais ávidos.

À semelhança do armazenamento, também a capacidade da bateria aparenta ser escassa, mas apenas à primeira vista. Apesar de redefinir a fronteira entre consolas domésticas e portáteis, a Nintendo concebeu a Switch sob o conceito de “on the go”, sendo portanto ideal para utilizar em viagens ou em momentos esporádicos fora de casa, seja no interior ou exterior.

As estimativas da marca nipónica apontam para que a bateria da Switch dure entre 2 horas e 30 minutos e 6 horas, dependendo do tipo de utilização e do jogo em questão. Contudo, e tendo em conta os títulos disponíveis até à data, a autonomia média da bateria situa-se perto das 3 horas de utilização. Ainda que possa parecer pouco, preenche perfeitamente os intervalos nos quais é possível jogar ao longo do dia, sendo inclusivamente ideal para viagens mais longas.

Uma questão de prioridades

A Nintendo Switch apresenta gráficos surpreendentes face ao esperado, seja quando ligada à televisão ou quando a ação decorre no seu ecrã touch capacitivo de 6,2 polegadas, com uma resolução de 1280 por 720 píxeis. Apesar de se tratar de um facto facilmente comprovável, a realidade é que, ainda assim, neste aspeto a Switch não se pode comparar às consolas da Sony ou Microsoft.

Seja no próprio ecrã ou conectada à televisão, a Swtich proporciona uma excelente qualidade de imagem HD.

Esta consola deixa claro que os gráficos não são uma prioridade para a Nintendo neste momento, o que não invalida a excelente qualidade de imagem HD proporcionada por esta pequena consola.

E se, no ecrã da Switch, a imagem é vívida e apresenta uma boa profundidade de campo, ao jogar com a consola conectada à televisão a experiência de jogo sobe um patamar, muito graças à resolução superior de 1080 píxeis.

Títulos incontornáveis

A acompanhar o lançamento da Switch, marcaram presença jogos como “1-2-Switch”, “World of Goo” ou “I am Setsuna”.

No entanto, é impossível tirar os olhos do novo capítulo da saga “The Legend of Zelda: Breath of the Wild”, um RPG de ação e aventura que fará até os menos fãs da saga ficarem agarrados ao ecrã.

O jogo tem como cenário belíssimas paisagens, num enorme e aberto mundo à espera de ser explorado por Link, o já conhecido protagonista da saga, além dos inúmeros desafios a ultrapassar ao longo da sua luta contra Ganondorf.

 

”1-2-Switch”, “World of Goo”, “I am Setsuna” e “The Legend of Zelda: Breath of the Wild” são alguns dos títulos já lançados.

 

Apesar de ser o jogo do momento e muito certamente um dos que mais marcará a Nintendo Switch, são ansiosamente aguardados para um futuro próximo títulos como “Super Mario Odyssey”, “Mario Kart 8 Deluxe”, “Splatoon 2” e até a saga de sucesso “FIFA”, que certamente levará muitos fãs do mítico de jogo de futebol a terem uma boa experiência com a Switch.

 

8 Pontuação

Consola Nintendo Switch Azul Néon/Vermelho Néon


Prós

  • Combinação ideal entre uma consola fixa e portátil
  • Os Joy-Con marcam a diferença pela positiva
  • Modo multiplayer local


Contras

  • Dimensões demasiado grandes para transportar sem ser numa mochila ou bolsa
  • Disposição das teclas nos Joy-Con
  • Preço dos acessórios

Veredito

A Nintendo Switch distingue-se facilmente das restantes consolas no mercado pelas melhores razões. Um design distinto e apelativo; uma interface simples e fácil de utilizar; um modo multiplayer local ideal para partilhar com amigos e Joy-Cons que elevam a experiência de jogo a um nível onde só a Wii se assemelha.

Tudo motivos mais do que suficientes para fazer desta uma consola que merece toda a atenção possível.

Comentários

3 COMENTÁRIOS
Retrato de MoisesAidep

MoisesAidep (não verificado) - há 4 meses atrás

<a href=http://fastdelivery10v.com/>buy viagra fast delivery</a>

Retrato de MvpDearf

MvpDearf (não verificado) - há 3 meses atrás

kobjectf <a href=http://buytadalafilonrx.com>buy cialis canadian pharmacy</a> wwatchf <a href=http://buytadalafilonrx.com>buytadalafilonrx.com</a> ecannots

Retrato de QhlDearf

QhlDearf (não verificado) - há 3 meses atrás

wmenb http://buytadalafilonrx.com ipoorh <a href= http://buytadalafilonrx.com >best place to buy cialis no prescription</a> rboundg

DESEJA APAGAR ESTE POST? SIM NÃO